Artigos

Escrito por Super User Categoria: Casa de Apoio
Publicado em 23 Agosto 2015 Acessos: 4950
Imprimir

Em 1991, o empresário Maurício Souza teve uma experiência que modificou sua vida: em um dia de grande movimento em seu restaurante, uma menina jogou uma pedra que atingiu uma cliente. A reação de Maurício foi apanhar a criança pelo braço e em um gesto brusco a soltou do outro lado da rua. No mesmo instante foi surpreendido pela crítica de uma senhora, que disse: “Não é assim que se faz!” A mulher não sabia o que havia acontecido, mas as palavras dela não deixaram o empresário em paz, Ele se pôs a olhar com mais carinho a situação dos meninos e meninas de rua, a orar e, não demorou muito, começou a agir. Iniciou dando comida a meninos com trajetória de rua na galeria onde funciona seu restaurante. Entretanto, foi criticado pelos lojistas que, trabalhando na mesma galeria, sentiam-se ameaçados. A esta altura, percebeu que devia fazer algo mais, não era hora de parar. Levando as suas idéias para a Primeira igreja Batista de Belo Horizonte e um grande número de pessoas interessou-se pela iniciativa e reunirão várias vezes, falaram das necessidades e dificuldades. Tempos depois tomaram a decisão de assistir os meninos e meninas de rua levando “sopa” para eles nas noites de sexta-feira. Com o passar do tempo foi então alugada uma casa não muito distante do restaurante mantida pelos empresários Maurício Rangel e Sergio Assumpção. Um tempo depois a Primeira Igreja Batista de Belo Horizonte assumiu o aluguel do local em que era fornecida alimentação e no mesmo local os meninos podiam tomar banho. Um voluntário, Vilmo Rodrigues dos Santos se colocou a disposição para cuidar da casa e dos meninos.

Posteriormente, viu-se a necessidade de que os meninos pudessem pernoitar no local e foi assim que tudo começou a tomar uma forma mais concreta. A partir de então, a casa começou a prestar atendimento integral aos meninos. Como algum tempo depois o local foi solicitado pelo proprietário, pois a casa onde estava funcionando para abrigar os meninos estava sendo vendida. Daí viu-se a necessidade de um local próprio para a continuidade do trabalho. Bárbara Akins, uma senhora norte-americana que residia no Brasil, foi até onde funcionava a Casa Abrigo para fazer uma reportagem. Soube do problema e sugeriu que o projeto fosse colocado no papel, a fim de ser encaminhado aos Estados Unidos na tentativa de que o grupo que sempre vem ao Brasil construir capelas pudesse assumir também o projeto. E assim aconteceu depois de fazer-se parceria com a prefeitura que entrou com a doação do terreno.

Desta forma surgiu a Casa de Apoio à Criança Carente de Contagem. Fundada em 20 de julho de 1994, a instituição é uma sociedade civil sem fins lucrativos e de caráter filantrópico que atua nas áreas de educação, saúde, desenvolvimento social e protagonismo juvenil. Atualmente, a instituição possui as seguintes unidades: Unidade Eldorado (Rua das Paineiras, 1448, bairro Eldorado), Centro Educacional e Profissionalizante de Nova Contagem (Rua VL 6, 1880, Nova Contagem) e Centro Educacional Ipê Amarelo (Rua Jequitibás, 65, Ipê Amarelo), Alho da Casa ( Rua Coqueiros,218 Ipê Amarelo), Pão da Casa ( Rua VL Seis, 1880 Nova Contagem) e Espaço Social Lacy Mesqita ( Rua dos Coqueiros, 218 Ipê Amarelo) , todas no município de Contagem. Os terrenos das unidades, Acolhimento e Nova Contagem foram doados pela Prefeitura do município e a do Ipê Amarelo foi recebida em doação. Todas as construções foram realizadas em parcerias com missionários, um grupo de norte-americanos, a sociedade civil e empresários.

 

Endereço Eldorado

Rua das Paineiras 1448, Eldorado
Contagem, Minas Gerais, Brasil
Cep: 32.310400
Fone: 31 3395-3524

Endereço Nova Contagem

Rua Vl 06, 1880, Nova Contagem
Contagem, Minas Gerais, Brasil
Cep: 32.304-000
Fone: 31 3392-9199

Endereço Ipê Amarelo

Rua dos Jequitibas, 65, Ipê Amarelo
Contagem, Minas Gerais, Brasil
Cep: 32.044-240
Fone: 31 3392-8211

Endereço Alho da Casa

Rua dos Coqueiros, 218, Ipê Amarelo
Contagem, Minas Gerais, Brasil
Cep: 32.051-078
Fone: 31 3356-9553